A celulite ocorre principalmente pelo acúmulo de gordura, água e toxinas nas células do corpo, tornando-as enrijecidas e entupidas. Desta forma, o local apresenta ondulações e retrações, além de nódulos que são manifestados externamente. A princípio, a celulite não apresenta gravidade médica, mas a aparência pode gerar desconforto.

Existe a tendência de mulheres contraírem mais a celulite do que homens, já que o sexo feminino acumula mais gordura nas coxas, quadris e nádegas e por detalhes no formato dos septos de colágeno característicos na mulher. O excesso de peso e gordura corporal é um dos principais fatores para o desenvolvimento da celulite. No entanto, mulheres magras também podem apresentar o problema, que depende da flacidez individual desses septos de colágeno e das alterações funcionais dos vasos linfáticos. Hormônios femininos, o uso de cigarro, estresse, alimentação desequilibrada e sedentarismo contribuem para aumentar o problema.

O especialista para o diagnóstico e a definição da conduta terapêutica é o dermatologista. A drenagem linfática e as massagens modeladoras que visam melhorar a circulação e eliminar os líquidos acumulados na pele nem, sempre são ideais e podem agravar a flacidez da pele. A radiofrequência, que estimula a produção de colágeno através de radiação eletromagnética é bastante utilizada e surte bastante efeito nos casos de maior flacidez associada ou não à endermologia, técnica que utiliza um aparelho motorizado de sucção e rolos para estimular a circulação e colaborar com o processo de drenagem linfática.

Cremes anticelulite ainda não tiveram sua eficácia totalmente comprovada, mas são encontrados facilmente nas opções com flavonóides e retinóides, cafeína, chá verde e castanha da Índia, por exemplo.

Entre os métodos que mais intensivos e de grande valia há a laserlipólise, que destrói a gordura localizada através da aplicação do laser Nd YAG na gordura e estimula a rigidez da pele. A intradermoterapia, a gordura localizada é dissolvida através de medicamentos, injetados pelo médico regularizando a superfície cutânea.

Existem alternativas para a manutenção ou controle da celulite. É indicado manter uma alimentação regrada com pouco sal, que reduz a retenção de líquidos. Doces devem ser reduzidos por conta da grande quantidade de açúcar que eleva a síntese de gorduras na pele. Uma dieta baseada em alimentos integrais, cozidos ou crus facilita a digestão e possui menos componentes nocivos ao corpo.

A ingestão de água é fundamental, uma vez que o líquido auxilia na eliminação de toxinas. No caso da preferência por outras bebidas é importante prestar atenção na quantidade de calorias e sódio presentes.

A prática de exercícios físicos constantes é uma grande aliada no combate ao excesso de peso e à celulite. Caminhadas e exercícios aeróbicos ajudam a estimular a circulação e a queimar gordurosas localizadas, principalmente no quadril e nos glúteos.